O que ter em conta ao comprar um frigorífico

Frigorifico

Casa nova ou renovação da atual moradia, nota já pouca eficiência, ou tem necessidade de mais espaço para guardar todos os bens alimentares para a família. Qualquer que seja o motivo para comprar um frigorífico novo, há alguns pontos que deve ter em conta antes de escolher o seu novo modelo combinado ou apenas com uma porta.

Na loja online ou física da JCA, a nossa equipa ajuda-o a escolher o ideal entre todos os modelos de frigoríficos. Mas há passos que não deve mesmo descurar antes de fazer a escolha acertada.

1 – Estude bem o espaço

O seu sonho de cozinha ideal sempre incluiu um frigorífico americano ou basta-lhe um modelo comum com duas portas? Qualquer que seja a sua escolha, convém que esteja em consonância com o espaço disponível em sua casa.

Assim, é fundamental saber que espaço está destinado ao seu novo modelo da LG, Samsung ou Whrilpool, mas também se os móveis de cozinha permitem manter a devida distância entre o equipamento, o topo e a parte de trás do móvel (vamos falar disto no tópico seguinte).

É por esse motivo que recomendamos sempre que, ao visitar a nossa loja de eletrodomésticos em Freamunde, Paços de Ferreira, ou ao comprar o seu frigorífico na nossa loja online, tenha presente as medidas exatas – quer do espaço onde vai colocar o aparelho, quer das peças de mobiliário onde o produto vai ser introduzido. Largura, altura e profundidade, não se esqueça! Verifique também, claro, se a parede é totalmente lisa ou se tem colunas e ainda se o chão está, ou não, totalmente direito.

Existe ainda a possibilidade de optar por um modelo de encastrar. Continue a ler o artigo para saber mais sobre esta forma de “esconder” o seu novo equipamento de refrigeração de alimentos.

Imagine que opta por um modelo com dimensões superiores à capacidade da cozinha ou espaço onde o pretende colocar. Acontecendo isto, pode deparar-se com um problema: pode deixar de ter ângulo suficiente para abrir a porta!

É por esse motivo que se afigura muito importante verificar as laterais do seu novo frigorífico da Indesit, Sharp ou Tecnogas, para que o mecanismo de dobradiça não tenha obstáculos e possa funcionar plenamente. Conte, em média, com a necessidade de deixar um espaço de cerca de 5 centímetros.

Tenha em atenção também se não haverá outros objetos que possam vir a obstruir a porta (ou as portas, caso opte por um modelo duplo com congelador). Normalmente, bancadas, carrinhos de apoio, mesas e cadeiras podem ser prejudiciais.

Um outro pormenor que também não deve descurar é o transporte do eletrodoméstico desde a loja até sua casa pois trata-se, normalmente, do maior aparelho para cozinha e também de um dos mais pesados. Analise bem o trajeto de forma a não ter de fazer paragens ou alterações de percurso.

2 – A distância é fundamental para manter uma boa eficiência energética

Quando falamos de grandes eletrodomésticos, sabemos que hoje em dia estes são altamente eficientes. A poupança de energia é uma realidade e, de facto, é possível reduzir a conta da luz ao optar por modelos com bons índices de eficiência energética – verifique a classe de cada um dos modelos que temos disponíveis online!

No entanto, para que tal possa acontecer, é necessário ter em atenção algumas regras básicas no que diz respeito à colocação do seu novo aparelho – nomeadamente em relação à ventilação.

O frigorífico só vai cumprir bem o seu propósito de refrigerar ou congelar alimentos se a instalação tiver sido feita de forma correta. Então, não se esqueça que é primordial deixar algum espaço entre o produto e os armários de cima (bastam alguns centímetros); o mesmo se aplica à parte de trás, sendo necessário guardar alguns centímetros entre o aparelho e a parede.

Só assim é possível garantir uma ventilação adequada e o gasto estritamente necessário de energia para tudo funcionar deviamente. Caso estas precauções não sejam tomadas, corre-se o risco de danificar gravemente o compressor ou o motor e, claro, de diminuir o tempo útil de vida da máquina.

No caso dos pequenos eletrodomésticos, as regras não são tão rígidas!

3 – Quer optar por um modelo de encastre: sim ou não?

Antes de optar por um modelo de encastre, certifique-se de que o plano feito para a sua cozinha tem isso em conta.

E, saindo um pouco do tópico, podemos falar da aplicação da famosa “regra do triângulo” para ajudar na planificação do seu espaço: imagine esta figura geométrica entre o fogão, o lava-loiças e o frigorífico, em que cada um destes objetos ficam num dos vértices do triângulo imaginário.

Pode parecer desnecessário, mas ao seguir esta norma – que é já uma grande tendência – garante uma maior funcionalidade do espaço no momento de preparar as refeições para a sua família. A distância entre estes três grandes eletrodomésticos deve ser igual ou inferior a seis metros para que a distribuição destes seja estratégica e o mais otimizada possível, facilitando até a zona de circulação.

Quer escolha um fogão tradicional, uma placa de indução ou de vitrocerâmica, saiba que a distância destes ao lava-loiça nunca deverá ser inferior a 60 centímetros. O mesmo aplica-se para as tomadas elétricas, que por norma devem também estar distantes de zonas com água (como a pia de cozinha e a máquina de lavar loiça ou roupa), para evitar a ocorrência de curto-circuitos. Aconselhamos também a manter estes dois eletrodomésticos perto um do outro, de modo a facilitar o acesso e utilização desta zona de lavagem de louça suja e posterior arrumação.

E agora, voltando aos conselhos sobre eletrodomésticos de encastre: veja, em primeiro lugar, se tem todo o espaço necessário disponível para o fazer. Mais uma vez, as medidas da largura, do comprimento e da profundidade são indispensáveis.

Assegure-se de que a utilização correta dos eletrodomésticos não será colocada em causa por questões estruturais (como a existência de janelas ou portas, torneiras de água e de gás e equipamentos de climatização, bem como saída de fumos).

Não se esqueça também que, na compra de um destes aparelhos, não estará incluído o mobiliário de cozinha normalmente associado – como as portas, os rodapés ou os puxadores.

Confirme com a nossa equipa de apoio ao cliente todas as suas necessidades e os modelos que temos disponíveis.

Mas falemos das vantagens e desvantagens destes aparelhos!

Em primeiro lugar, e a favor desta opção, está a estética. É inegável que, com um frigorífico de encastrar, não precisa de se preocupar com cores ou combinações. O mesmo se aplica aos restantes eletrodomésticos que, ficando ocultos atrás dos móveis, tornam a cozinha visualmente bastante mais apelativa.

O espaço também vai acabar por parecer mais amplo, o que é altamente vantajoso para quem tem uma casa pequena. Já para quem tem uma casa grande, pode tornar-se um problema: dá a sensação de maior amplitude e, possivelmente, de vazio. Tenha atenção às proporções!

Em segundo lugar, há a questão da funcionalidade: os fornos e placas, por exemplo, podem funcionar de forma totalmente independente, sendo um a gás e outro elétrico sem qualquer problema.

Por fim, fica também a ganhar no que diz respeito à limpeza: os espaços ao nível do chão podem ficar abertos e facilitar este processo.

Já falamos dos prós e agora vamos falar dos contras. O preço pode muito bem ser a grande desvantagem desta opção, apesar de atualmente já não haver uma diferença assim tão acentuada em relação aos eletrodomésticos ditos convencionais.

A segunda desvantagem é que a instalação precisa sempre de ser feita por pessoal especializado, não sendo livre. Aqui, recomendamos que não facilite. Só assim poderá usufruir na plenitude do modelo que escolheu sem falhas.

E, por último, vemos que a diversidade não é grande – os frigoríficos “normais” e outros aparelhos elétricos de cozinha continuam a ser em muito maior número.

4 – O design

Nesta aspecto, não há muito a dizer! Claro que a funcionalidade, o espaço para os alimentos e a capacidade do sistema de gelo são importantes, mas a forma como o seu frigorífico combina com os armários, as peças de decoração, as louças e até os talheres também é muito importante.

Cromado, em inox, prateado ou branco, escolha o modelo que fica melhor na sua cozinha.

Ter reservatório de água (normalmente apresenta-se com uma pequena torneira na porta, sendo mais comum nos modelos grandes ou americanos) ou dispensador de gelo também faz diferença na aparência geral do seu aparelho.

E o aspecto interior também conta: temos disponível um modelo com fluxo em alumínio que lhe confere uma beleza superior.

5 – Segurança, funcionalidade e sustentabilidade

Ainda antes de começar a utilizar em pleno o seu frigorífico, deve ter alguns cuidados no momento do transporte para casa e instalação.

Todos os obstáculos à passagem, incluindo móveis, devem ser retirados do caminho. Tapetes, bancos ou cadeiras: tudo conta para evitar acidentes com um eletrodoméstico tão pesado como este.

Não se esqueça também de medir a largura das portas por onde a sua nova máquina irá ter de passar e conte com o ângulo de abertura, que muitas vezes faz reduzir essa medição em alguns centímetros. Se tiver animais de estimação como cães e gatos em casa, é aconselhável que os deixe presos temporariamente numa divisão da casa para evitar acidentes.

Depois de se apaixonar pelo design de um modelo, confirme a certificação energética (todos os nossos frigoríficos são de classe A+ ou superior) e também a forma como conservam os alimentos. A opção no frost é muito prática pois impede a formação de gelo, não sendo necessário fazer uma descongelação e limpeza de forma tão constante.

Tendo a temperatura e a humidade certas, os seus alimentos (principalmente frutas e legumes) vão aguentar mais tempo e sem odores indesejados!

Para que a eficiência seja máxima, há opções de frigoríficos que utilizam uma tecnologia de restauro rápido da temperatura quando detetam uma variação. Estas variações ocorrem, por exemplo, quando abre a porta. E, para que não haja esquecimentos, há até alarmes para que não se esqueça de a fechar!
O sistema fast cooling, ou refrigeração rápida, assume o importante papel de diminuir de forma imediata a temperatura quando guarda um novo alimento. Com sensores, que fazem este ajuste, garante-se um baixo consumo de energia e uma frescura mais prolongada. A tecnologia inovadora EnergySaving também permite uma recuperação rápida da temperatura e consumos baixos.

E se escolher para que lado abre a porta é importante para si, saiba que também o pode fazer em vários dos aparelhos que temos em loja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Main Menu